quarta-feira, 30 de julho de 2014

Venturosa: Situação precária em escola atrapalha o desempenho de alunos


Um dia após ser veiculada a matéria que denunciava a infraestrutura da Escola Estadual Cônego Emanuel Vasconcelos, Venturosa volta é ser foco de denuncias sobre a Educação na TV Asa Branca. Foi ao ar nesta quarta-feira(30) no ABTV 1ª Edição.

CLIQUE AQUI E VEJA A REPORTAGEM DA TV ASA BRANCA


PESQUISA IBOPE: GAROTINHO NA FRENTE PELO GOVERNO DO RIO DE JANEIRO

: O Ibope também divulgou, nesta quarta-feira, seus números sobre a sucessão estadual no Rio de Janeiro. O ex-governador Anthony Garotinho, do PR, lidera, com 21%. A novidade é o empate técnico entre o ex-ministro Marcelo Crivella, que tem 16%, e o governador Luiz Fernando Pezão, do PMDB, com 15%. Eis os números:
Anthony Garotinho (PR) – 21%
Marcelo Crivella (PRB) - 16%
Luiz Fernando Pezão (PMDB) – 15%
Lindberg Farias (PT) – 11%
Dayse Oliveira  (PSTU) – 2%
Ney Nunes (PCB) – 1%
Tarcício Motta (Psol) - 1%
Outros – 1%
Brancos e nulos – 21%
Não sabem ou não responderam – 12%
Ao todo, foram entrevistados 1.204 eleitores e a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.  A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número  RJ- 00011/2014.

Ibope: Armando lidera com 43% e Câmara tem 11%



Do G-1

Pesquisa Ibope divulgada, há pouco, na TV-GLobo, mostra Armando Monteiro (PTB) com 43% das intenções de voto para governador de Pernambuco. Em seguida, aparecem Paulo Câmara (PSB) com 11%, Zé Gomes (PSOL) com 2%, e Jair Pedro (PSTU), Miguel Anacleto (PCB) e Pantaleão (PCO), os três empatados com 1%.
 

Confira abaixo os números do Ibope, segundo a pesquisa estimulada, em que os nomes de todos os candidatos são apresentados ao eleitor:

Armando Monteiro (PTB): 43%
Paulo Câmara (PSB): 11%

Zé Gomes (PSOL): 2%
Jair Pedro (PSTU): 1%
Miguel Anacleto (PCB): 1%
Pantaleão (PCO): 1%
 Brancos e nulos: 19%
 Indecisos: 22%

A pesquisa foi realizada entre os dias 26 e 28 de julho. Foram entrevistados 1.204 eleitores em 57 municípios do estado. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.
O que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de 3 pontos para mais ou para menos, a  probabilidade do resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) sob o número 00012/2014, e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 00269/2014.

Rejeição 
A pesquisa também mediu a taxa de rejeição de cada um dos candidatos, isto é, aquele em quem o eleitor diz que não votará de jeito nenhum. Veja os números:

Pantaleão: 26%
 Zé Gomes: 24%
 Jair Pedro: 21%
 Paulo Câmara: 20%
 Miguel Anacleto: 19%
 Armando Monteiro: 14%
 Não rejeitariam nenhum dos candidatos: 15%
 Não souberam ou não responderam: 35%

terça-feira, 29 de julho de 2014

Brasil tem 142.822.046 eleitores, diz o TSE

O Tribunal Superior Eleitoral informou nesta terça-feira que o eleitorado brasileiro cresceu 5,17% nos últimos quatro anos, saltando de 135.804.433 votantes, em 2010, para 142.822.046 eleitores, em 2014.

Como das vezes anteriores, a região Sudeste é a que concentra o maior número de eleitores: 62.042.794 (43,44% do total).

Em seguida vem a região Nordeste com 38.269.533 eleitores (26,80%), seguida pela região Sul com 21.117.307 (14,79%), a região Norte com 10.801.178 (7,57) e o Centro-Oeste com 10.238.058 (7,17%).

Com apenas 898 eleitores, a cidade de Araguainha (MT) tem o menor colégio eleitoral do país.

Já São Paulo, com 8.782.406 eleitores, tem o maior colégio eleitoral em termos municipais.

Segundo o presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, a maioria do eleitorado brasileiro é formada por mulheres: 74.459.424 (52,13%). Os homens totalizam 68.247.598 (47,79%).

Em 2010, as mulheres eram 70.252.943 (51.82%) e os homens, 65.282.009 (48,07%)

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Câmara dos Deputados deve passar por maior renovação em 16 anos

A Câmara dos Deputados deve passar pela renovação mais intensa em 16 anos nas eleições deste ano. Baseado no menor número de candidatos que concorrem à reeleição desde 1998 e no “desejo de renovação” da população brasileira, o Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) estima que a renovação da Câmara em 2014 ultrapasse a média histórica e supere os 50% da composição da Casa.
Desde que a Câmara passou a ser composta por 513 deputados, em 1998, a renovação a cada eleição ficou entre 43,86% e 47,95%. Nas eleições deste ano, 398 deputados vão tentar a reeleição. Esse é o menor número desde que a Câmara assumiu a atual composição — na eleição passada, por exemplo, foram 407 os deputados que tentaram se reeleger, e 286 (70,7%) conseguiram.
Dos 115 parlamentares que não tentarão renovar os mandatos neste ano, dez querem virar governadores — entre eles está o atual presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) —, 21 podem se eleger vice-governadores e 21 vão tentar a sorte no Senado. Segundo o levantamento do Diap, apenas 38 deputados com mandato na atual legislatura não vão concorrer a nenhum cargo neste ano.
do R7

domingo, 27 de julho de 2014

O FUTURO COMEÇA AGORA

"o futuro começa agora"

Na Politica precisamos de reforma e de pessoas novas com vontade de muda de verdade, de fazer o novo com determinação, mais pra isso acontecer temos que renova nossos políticos com a Juventude que é o nosso futuro.
temos que nos unir em torno de novas ideias, ouvir os jovens debate as necessidades de nossa cidade e nos prepara para o futuro.
por isso que acredito que o futuro começa agora com a participação da nossa juventude na política.

Cardoso Barros.

sábado, 26 de julho de 2014

Novo material de campanha de Armando chega às ruas

Armando aposta em novo formato de propaganda. Foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação
Após retirar cavaletes e bandeiras com bases fixas das principais vias do Recife e Região Metropolitana, o movimento Campanha Limpa, da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, colocou nos principais cruzamentos dos corredores viários do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes novos materiais de campanha. A população recebe adesivos com propostas e ideias dos candidatos a governador Armando Monteiro (PTB), a vice, Paulo Rubem Santiago (PDT), e ao Senado, João Paulo (PT).

Com a alteração do formato, a população tem tido acesso a propostas dos candidatos majoritários por meio de banners expostos em formato “pirulito”. As peças publicitárias contêm informações sobre ideias e propostas da coligação Pernambuco Vai Mais Longe para áreas prioritárias da campanha, como saúde, educação, segurança pública e mobilidade.


Com a alteração do formato, a população tem tido acesso a propostas dos candidatos majoritários por meio de banners expostos em formato “pirulito”. As peças publicitárias contêm informações sobre ideias e propostas da coligação Pernambuco Vai Mais Longe para áreas prioritárias da campanha, como saúde, educação, segurança pública e mobilidade.

Angelim: prefeito do PSB apoia Armando Monteiro


No giro empreendido pelo Agreste Meridional, o candidato
do PTB ao governo de Pernambuco, senador Armando Monteiro Neto, obteve a adesão de mais uma liderança política da região, o prefeito de Angelim, Marco Calado, filiado ao PSB do governador Eduardo Campos. O vice prefeito do município, Josemir Miranda, também do PSB seguiu o exempo e proclamou seu apoio a Armando Monteiro. O prefeito Marco Calado tem a sua gestão aprovada pela população do município.

Enquanto isso, o candidato da Frente Popular ao governo do Estado, Paulo Câmara, não teve muita sorte na mesma região, obtendo a adesão do ex-prefeito de Garanhuns, Luiz Carlos, do PDT, que teve uma gestão considerada das piores no município, deixando o cargo com mais de 90% de desaprovação.


Blog do Magno.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

ELEIÇÕES VERMELHAS: PT, PSB E PSOL TÊM MAIS CANDIDATOS

: urna eletrônica. Foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou na ultima terça (22) o perfil dos candidatos às eleições de outubro. Segundo o levantamento, 24,9 mil candidatos vão disputar 1.709 vagas para os cargos de deputado federal, estadual e distrital, senador, governador e presidente da República, além de suplentes e vices. A julgar pelo número de candidatos registrados pelos partidos, pode-se dizer que o vermelho irá predominar. As três legendas com maior número de registros de candidatura são o PT (1.323), PSB (1.264) e Psol (1.221), seguidos por PMDB (1.198), PV (1092) e PSDB (1086). O partido com menos candidatos é o PCO (46).
O cargo mais concorrido será o de deputado distrital, no Distrito Federal. São 998 candidatos para 24 vagas na Câmara Legislativa, o que representa uma concorrência de 41,58 por vaga. As disputas para deputado federal e estadual terão concorrência de 13,19 candidatos por vaga e 15,71 candidatos por vaga, respectivamente, em território nacional.
De acordo com o grau de instrução, 45 % dos candidatos (11.429) têm curso superior completo. Cerca de 30% tem ensino médio completo, e 1% (254) apenas lê e escreve.
O número de mulheres que vão disputar as eleições de outubro subiu em relação ao pleito de 2010, quando 5.056 registraram candidaturas (22,4 % do total). Este ano, serão 7.437 mulheres (29,81% do total de candidatos).
Com relação à faixa etária, os dados mostram que 60% dos registros são de candidatos que têm entre 40 e 59 anos. Três registros são de pessoas maiores de 100 anos. A maioria dos pedidos de registros são de empresários (9,3%); advogados (5,5%); deputados (4,28%) e vereadores (4,21%).
Os números poderão ser atualizados até o dia da eleição, pois os pedidos de registro ainda serão julgados pelos juízes eleitorais e novas informações devem ser recebidas pelos tribunais regionais eleitorais. Após a decisão da Justiça Eleitoral, os candidatos estão aptos a concorrer. Além disso, as coligações podem mudar os candidatos que escolheram.
A entrega do registro não garante a participação do político nas eleições. Após parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE), os pedidos são julgados por um juiz eleitoral, que verifica se as formalidades foram cumpridas.
Para estar apto a concorrer às eleições de outubro e ter o registro deferido pela Justiça Eleitoral, além de não se enquadrar na Lei da Ficha Limpa, os candidatos devem apresentar declaração de bens, certidões criminais emitidas pela Justiça, certidão de quitação eleitoral que comprove inexistência de débito de multas aplicadas de forma definitiva, entre outros documentos, como previsto na Lei das Eleições (Lei 9.504/97).
O primeiro turno do pleito deste ano será em 5 de outubro. O segundo está marcado para o dia 26, nos casos de eleições para governador ou à Presidência da República em que o primeiro colocado não obtiver 51% dos votos válidos, excluídos os brancos e nulos.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

GRUPO DE OPOSIÇÃO DE VENTUROSA UNIDOS COM SILVIO COSTA E MARCANTONIO DOURADO



Lemos, Sílvio Costa e Roberto.
O grupo de oposição de Venturosa já iniciou a campanha no município desde o dia 20 deste més, as lideranças vão apoio Marcantonio Dourado (PSB) para estadual, Sílvio Costa (PSC) para federal, João Paulo (PT) para o Senado, Armando Monteiro (PTB) para Governador e Dilma (PT) para Presidência da Republica.

Nesta eleição o grupo Vermelho vai esta quase todo unido em tono dos candidatos, os que estão apoiando Sílvio Costa e Marcantonio, são esses, José Lemos (ex-candidato a Prefeito do grupo em 2012), Donizete Zacarias (ex-Candidato a prefeito do grupo em 2008,e foi o candidato a vice de Lemos em 2012), Paulo Tenório (ex-vice Prefeito), Ranulfo Quirino (ex-vice prefeito), Dedé (Vereador), Charlles de Tonho (vereador), Nego da Fazenda (Vereador), Pitu, Lucia, Luluilton tenório, Roberto Xandú e outras lideranças do Município.

No ultimo pleito de 2010 o grupo apoio os mesmo candidatos e obtiveram o segundo lugar com uma votação expressiva no município, Marcantonio obteve 1.434 votos, já Sílvio Costa obteve 2.030 votos.

Neste pleito a eleição promete ser bastante acirrada no município, pois a insatisfação com grupo governista é muito grande, a população tem rejeitado for timento o atual governo e muitos populares dizem que nesta eleição vão vota nos candidatos do Vermelho. 
vamos aguarda esta apenas começando.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Opinião: João Paulo lidera com 35% contra 14% de Fernando, na disputa pela vaga de Senador


Na corrida para o Senado, o deputado João Paulo (PT), da coligação de oposição, aparece na liderança com 35,1% das intenções de voto, seguido do candidato da Frente Popular, o ex-ministro Fernando Bezerra (PSB), que tem 14,6%. Diferentemente de Armando, que lidera em todas as regiões do Estado, João Paulo leva desvantagem para o adversário no Sertão do São Francisco e no Alto Sertão.

No São Francisco, Fernando aparece com 54,5% contra 10,4% e no Alto Sertão tem 26,5% contra 16,8%.

Já nas demais regiões do Estado, João Paulo leva nítida vantagem. Na Região Metropolitana do Recife, por exemplo, desponta com 48,4% contra 9,5% de Fernando. Na Zona da Mata, o placar é de 37,6% contra 9,1%.

E no Agreste, João tem 26,2% contra 10,1% de Fernando. Na estratificação, os maiores percentuais do petista estão entre os eleitores com grau de instrução da 5ª a 8ª séries (39,5%), entre os eleitores na faixa etária acima de 60 anos (38,8%) e entre os eleitores com renda familiar entre três e cinco salários (37,5%).

Os menores indicadores de votos de João estão entre os eleitores com grau de instrução até a 4ª série (26%), entre os eleitores com renda familiar até um salário mínimo (31%) e entre os eleitores na faixa etária entre 45 e 59 anos (32,9%). Por sexo, o petista tem a preferência de 37,3% dos eleitores masculinos e 33,2% dos eleitores femininos.

Já o candidato do PSB, Fernando Bezerra Coelho, tem seus melhores percentuais entre os eleitores jovens, na faixa etária entre 16 a 24 anos (20,6%), entre os eleitores com grau de instrução superior (18,1%) e entre os eleitores com renda familiar entre três e cinco salários (17,1%).

Os menores indicadores estão entre os eleitores na faixa etária entre 25 e 34 anos (11,9%), entre os eleitores com renda familiar até um salário mínimo (12,3%) e entre os eleitores com grau de instrução entre a 5ª e a 8ª séries (12,1%). Por sexo, Fernando tem a preferência do eleitor masculino – 18,4% contra 11,2% do feminino.

METODOLOGIA - A modalidade adotada é a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram aplicados dois mil questionários em 80 municípios do Estado distribuídos nas regiões do Agreste, Zona da Mata, Região Metropolitana, São Francisco e Sertão.

Opinião: Armando sai na frente com 40% e Câmara tem 8%

Primeira pesquisa do Instituto Opinião, de Campina Grande, sobre a sucessão estadual, com exclusividade para o blog do Magno Martins, aponta o candidato do PTB a governador, Armando Monteiro Neto, na dianteira com 40,5% das intenções de voto, enquanto o candidato do PSB, Paulo Câmara, aparece com 8,4%.

O candidato do PSOL, Zé Gomes, tem 2,5%, Jair Pedro (PSTU) 1,6%, Miguel Anacleto (PCB) 1,1% e Pantaleão (PCO) 0.9%. Brancos e nulos somam 17,3% e 27,7% disseram que estão indecisos.
O levantamento foi a campo entre os dias 9, 10, 11 e 12 deste mês em 80 municípios do Estado, sendo aplicados dos mil questionários. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra feita em todas as regiões do Estado.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-00222/214 e no Tribunal Regional Eleitoral no PE-00009/2014. Armando lidera com folga em todas as regiões do Estado, sendo seu maior percentual no Agreste, onde aparece com 47,6% contra 7,1% de Câmara. Na Região Metropolitana, o trabalhista tem 36% contra 8,5% do socialista.

Já na Zona da Mata, Armando desponta com 47,6% contra 7,1% do adversário, no Vale do São Francisco tem 31,3% contra 10,4% de Câmara, enquanto que no Sertão aparece com 44,2% contra 13,3%. Na estratificação social da pesquisa, os maiores percentuais de Armando estão entre os eleitores com renda entre um e três salários (43,7%).

Vem em seguida os eleitores na faixa etária acima de 60 anos (43%), os eleitores com grau de instrução no ensino médio (43,3%) e entre os eleitores do sexo masculino (44,5%). Os menores percentuais do trabalhista se situam entre os eleitores com grau de instrução até a 4ª série (32,7%), os jovens (37,1%) e entre os eleitores com renda familiar até um salário mínimo (36,5%).

Já Paulo Câmara tem seus maiores percentuais de intenção de voto entre os eleitores com renda familiar acima de 10 salários (15,1%), entre os eleitores com grau de instrução superior (11,9%) e entre os eleitores na faixa etária de 16 a 24 anos (12,5%). Quanto ao sexo, Câmara tem 11% dos eleitores masculinos e 6,1% dos femininos.

Seus menores percentuais aparecem entre os eleitores com grau de instrução entre a 5ª e a 8ª séries (5,8%), entre os eleitores com renda familiar até um salário mínimo (6,4%) e entre os eleitores na faixa etária entre 25 e 34 anos (6,5%).

METODOLOGIA - A modalidade adotada é a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram aplicados dois mil questionários em 80 municípios do Estado distribuídos nas regiões do Agreste, Zona da Mata, Região Metropolitana, São Francisco e Sertão.

do Blog do Magno Martins.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

PRESIDENTE DO PSB DE VENTUROSA APOIA ÂNGELO FERREIRA PARA ESTADUAL E JOÃO FERNANDO PARA FEDERAL



O Vereador João Henrique Bezerra Zacarias (PSB) declarou no ultimo dia 15 de julho que vai apoia os candidatos do Partido que preside em Venturosa o PSB.

Ângelo Ferreira para estadual, João Fernando para federal, Fernando Bezerra para o senado, Paulo Camará para Governador e Eduardo Campos para Presidente da Republica, todos pertencem ao PSB.

Em trés campanhas que o Vereador João Henrique apoia candidatos diferentes do seu grupo politico local.

Em 2006 apoiou Henrique Queiros (PP) para estadual e obteve 907 votos, já o federal Eduardo da Fonte (PP) obteve 862 votos.

Em 2010 apoiou Ângelo Ferreira (PSB) para estadual e obteve 570 votos, já a federal Ana Arraes (PSB) obteve 779 votos.

Datafolha: Dilma lidera com 36%; Aécio 20%; Eduardo 8%

Pesquisa Datafolha divulgada pela TV Globo, nesta quinta-feira (17), mostra que a disputa pela Presidência da República não apresentou grandes mudanças em relação aos últimos números apresentados pelos institutos de pesquisa. Esta é a primeira sondagem a ser realizada após o final da Copa do Mundo no país.

Veja os números:

Dilma Rousseff (PT) - 36%
Aécio Neves (PSDB) - 20%
Eduardo Campos (PSB) - 8%
Pastor Everaldo (PSC) - 3%
Brancos e nulos - 13%
Indecisos - 14%

Na disputa pelo segundo turno, o cenário apresenta os números abaixo:

Dilma 44% X 40% Aécio

Dilma 45% X 38% Campos

Quanto à avaliação do governo, os números foram os seguintes:

Bom/Ótimo - 32% (queda de 3 pontos)
Regular - 32% (queda de 3 pontos
Ruim/Péssimo - 29% (subida de 3 pontos)

Em relação à pesquisa anterior, a taxa de rejeição a Dilma subiu de 32% para 35%. O segundo mais rejeitado é o candidato Pastor Everaldo (PSC), que tem 3% das intenções de voto, mas 18% de rejeição. Os que rejeitam Aécio oscilaram de 16% para 17%. Campos mantém os 12% da pesquisa anterior.

O Datafolha ouviu 5.377 eleitores em 223 municípios na terça (15) e nesta quarta-feira (16). O levantamento foi encomendado pela Folha em parceria com a TV Globo.

A última pesquisa Datafolha foi divulgada em 2 de julho. Nela, a presidente Dilma Rousseff (PT) cresceu de 34% para 38% em um mês. No mesmo intervalo, o candidato do PSDB, Aécio Neves, oscilou de 19% para 20%. Já o candidato do PSB, Eduardo Campos variou de 7% para 9%, deixando assim a posição de empate técnico com o candidato Pastor Everaldo Pereira (PSC), estacionado em 4%.(Portal BR 247)

Armando Monteiro deixa Senado. Douglas Cintra toma posse prometendo combate às desigualdades

Tomou posse nesta quinta-feira, 17, o senador Douglas Cintra (PTB-PE), suplente de Armando Monteiro, durante cerimônia conduzida pelo presidente da Casa, Renan Calheiros. Ele ocupará até novembro a cadeira do titular, que se licenciou por 120 dias para se dedicar a campanha eleitoral.
No Plenário, ele prestou compromisso e, após, recebeu os cumprimentos de parlamentares.
Em sua primeira manifestação como senador, prometeu trabalhar para que as desigualdades regionais que hoje existem em Pernambuco, nas diferentes regiões, do Sertão, Agreste, Zona da Mata e Metropolitana sejam amenizadas e o Estado possa ser mais equilibrado.
“Nossa prioridade é atuar para que Pernambuco possa ser mais equilibrado e isso, evidentemente, pode e deve ser feito por meio, prioritariamente, da melhoria da educação. Educação aliada a investimentos no interior para que possamos fazer com que essas oportunidades que foram geradas nos últimos anos, sobretudo na Região Metropolitana do Recife possam ser estendidas ao nosso interior”, destacou. O parlamentar defendeu ainda o setor produtivo, desde o pequeno empreendedor, especialmente os que trabalham com a agricultura familiar, até os grandes empreendimentos.
Douglas Cintra, empresário caruaruense, enfatizou que a região Agreste de Pernambuco colherá bons frutos com o seu trabalho no Senado Federal. Disse ainda que substituir Armando Monteiro é uma grande responsabilidade pelo capital político nacional que o senador dispõe.
A cerimônia de posse de Cintra foi acompanhada pela esposa Adriana Cintra, pelos pais, Djalma e Marliete Cintra, e pelo casal de amigos Horácio Fortes e Marlete Santos, além do vereador João Chaves (PDT), além do vereador João Chaves .
“Pretendemos lutar para que as desigualdades que hoje existem em Pernambuco, do Sertão, passando pelo Agreste, Zona da Mata e Metropolitana, com visíveis distorções com relação à renda, oportunidades de trabalho e outras áreas, como educação e saúde, sejam amenizadas. Nossa prioridade é trabalhar para que o Estado possa ser muito mais equilibrado. Isso, evidentemente, pode e deve ser feito por meio, prioritariamente, da melhoria da educação. Educação aliada a investimentos no interior para que possamos fazer com que essas oportunidades que foram geradas nos últimos anos, sobretudo, na Região Metropolitana do Recife, possam ser estendidas ao nosso interior. Cada uma dessas regiões tem capacidades, têm potenciais diferentes. Por isso vamos trabalhar regionalmente para desenvolvê-las”.

Senado aprova projeto que regulamenta guardas municipais e autoriza uso de arma

O plenário do Senado aprovou ontem quarta-feira (16) o projeto de lei que regulamenta a criação e o funcionamento das guardas municipais. De autoria do deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), o texto aprovado permite aos guardas municipais o uso de arma de fogo, nos casos previstos no Estatuto do Desarmamento. O texto segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.
Várias cidades brasileiras já contam com a Guarda Municipal. Em algumas delas, os agentes de segurança têm autorização para andar armados, conforme prevê a  a Lei 10.826/2003, o Estatuto do Desarmamento. Em Belo Horizonte, no entanto, os profissionais não podem contar com os equipamento até que o município regulamente o uso, permitindo a retirada do porte com a Polícia Federal. Para isso, os guardas precisam passar por treinamento ministrado pela corporação federal. Desde 2005 a Prefeitura de BH tem cerca de 350 revólver e pistolas, mas os materiais não podem ser usados. O impasse na capital miniera já foi motivo de  vários protestos dos guardas.
A votação foi a última da noite dessa quarta-feira e de antes do recesso branco do Congresso, que só voltará a se reunir no dia 5 de agosto. De acordo com o texto, as guardas municipais são incumbidas da função de proteção municipal preventiva e comunitária, ressalvadas, quando presentes, as competências da União, dos estados, do Distrito Federal e dos territórios.
O projeto também estabelece como competência geral das guardas municipais, a proteção dos bens, serviços, logradouros públicos e instalações do município, bem como da população. Estão incluídos os bens de uso comum, os de uso especial e os dominiais (bens públicos sem destinação definida, como prédios desativados). A proposta estabelece ainda que qualquer município pode criar sua guarda municipal, que será subordinada ao chefe do Executivo local. De acordo com o projeto, a corporação não pode ter efetivo superior a 0,5% da população do município.
A proposta aprovada hoje permite a criação de guarda municipal, subordinada ao regime da lei e das normas suplementares, para atuar em região metropolitana legalmente constituída e de fronteira. A Guarda Municipal Metropolitana pode ser instituída somente pelo município mais populoso e atuará em um ou mais dos municípios que integrem a região metropolitana, mediante convênio.

PTB chama de “inconsistente” tentativa de impugnar os candidatos da oposição

Em nota divulgada nesta quarta-feira (16), os partidos que apoiam o petebista Armando Monteiro Neto (PTB) para o Governo do Estado classificam de “desespero” a impugnação da candidatura dele e do deputado federal João Paulo (PT), para o Senado, por um advogado supostamente vinculado à Frente Popular de Pernambuco.
O pedido de impugnação foi protocolado ontem à noite no Tribunal Regional Eleitoral, último dia do prazo para esse tipo de contestação.
A assessoria jurídica da Frente Popular diz não ser responsável pelo pedido mas os partidos que apoiam o senador não acreditam nessa versão.
Veja, abaixo, a nota divulgada hoje pela coligação “Pernambuco vai mais longe”:
Com relação à tentativa desesperada de impugnar as candidaturas de Armando Monteiro ao governo e de João Paulo ao Senado, cabe-nos informar o seguinte:
I) Esta ação é destituída de qualquer base legal e por isso inteiramente inconsistente. Os advogados da “Coligação Pernambuco Vai Mais Longe” adotarão as providências necessárias;
II) Ao terceirizar iniciativas e questionamentos inteiramente deslocados do espaço do debate político, algo inédito na história recente de Pernambuco, nossos adversários apelam para uma linha desqualificada de campanha e de atuação política;
III) A população de Pernambuco saberá julgar esse tipo de atitude e espera que se faça nestas eleições uma campanha limpa e propositiva.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

PRF apreende mais de 800 kg de queijo em Caetés, produto seguia de Venturosa para são Lourenço da Mata


Aproximadamente 802 kg de queijo transportado sem refrigeração foram apreendidos nesta ultima segunda-feira (14) no quilômetro 66 da BR-424 em Caetés, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), eram 718 kg do tipo coalho e 84 kg de queijo manteiga. Este último estava com a data de fabricação adulterada. Todos eles estavam sem nota fiscal.

Ainda segundo a PRF, um homem de 48 anos transportava o queijo, que estava sendo levado na carroceria de um Ford F250 de Venturosa, no Agreste, para São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife. O produto apreendido foi levado para o posto da PRF em Garanhuns e entregue à Agência de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Adagro) para incineração.


Ainda segundo a PRF, um homem de 48 anos transportava o queijo, que estava sendo levado na carroceria de um Ford F250 de Venturosa, no Agreste, para São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife. O produto apreendido foi levado para o posto da PRF em Garanhuns e entregue à Agência de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Adagro) para incineração.

do G1

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Dilma Rousseff (PT) terá 11 minutos e 48 segundos de TV

O Tribunal Superior Eleitoral divulgou ontem (10) o cálculo do tempo de televisão a que os candidatos à Presidência da República terão direito na próxima campanha eleitoral.
De acordo com o TSE, a coligação “Com A Força do Povo” que apoia a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) terá 11 minutos e 48 segundos de TV.
Já a coligação “Muda Brasil”, do candidato Aécio Neves (PSDB), terá 4 minutos e 31 segundos, ao passo que a coligação “Unidos pelo Brasil”, que apoia Eduardo Campos (PSB), terá apenas 1 minuto e 49 segundos.
O restante do tempo no rádio e na TV ficou dividido da seguinte forma:
a) Pastor Everaldo Pereira (PSC) – 1 minuto e 8 segundos
b) Eduardo Jorge (PV – 1 minuto e 1 segundo)
c) Luciana Genro (PSOL) – 51 segundos
d) José Maria Eymael (PSC) – 47 segundos).
e) Os candidatos Levy Fidelix (PRTB), Zé Maria (PSTU), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) terão 45 segundos cada um.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Campanha de Armando ganha as ruas de Pernambuco

O material de campanha do candidato Armando Monteiro (PTB) já está em todas as regiões do Estado, levando para a população uma mensagem de que Pernambuco pode ir mais longe. Bandeiras, adesivos, cartazes, cavaletes e o jingle conclamando a população a vencer os novos desafios estão sendo exibidos em pontos de grande circulação. Usando o azul da bandeira pernambucana como base, as peças gráficas trazem cores que refletem a alma do povo de Pernambuco. Um povo que não se dobra, que faz da sua história o combustível de sua independência.
 
O conceito da campanha da coligação Pernambuco Vai Mais Longe (PTB-PDT-PT-PSC-PRB e PT do B), explica o marqueteiro Marcelo Simões, aponta para a necessidade de continuidade da grande parceria dos últimos 11 anos entre Pernambuco e o governo federal, materializada nas figuras do ex-presidente Lula (PT) e da presidente Dilma Rousseff (PT). "Pernambuco chegou a um estágio de crescimento, por causa da parceria com Dilma e Lula, e isso não pode ser interrompido. 'Ir mais longe' significa isso: não é apenas avançar, é muito mais que isso"' diz Simões.
 
Outro aspecto destacado na campanha de Armando é a independência do pernambucano. "O povo daqui tem capacidade de politização diferenciada. Nossa campanha enaltece essa característica guerreira do pernambucano, que não se dobra", prossegue o marqueteiro. "Pernambuco tem histórico de escolher líderes experientes, que sabem dialogar com a sociedade. É disso que o Estado precisa e este líder é Armando".
 
As peças publicitárias são variadas, mas sempre têm a base azul, a cor predominante da bandeira de Pernambuco. "No primeiro momento, teremos o próprio Armando, que aparece junto com João Paulo (PT, candidato a senador). Mas também temos peças com a presidente Dilma e o ex-presidente Lula", explica Marcelo Simões, salientando que, ao lado das peças gráficas, o jingle da campanha  tem tido ótima recepção.